Telefone + 55 (11) 3564-3031  |  Email comercial@h2xtech.com.br
Facebook Youtube Linkedin

11 vantagens do LED sobre a lâmpada vapor metálica e de sódio

(0)
Categoria:
26 de Abril de 2017

A evolução da tecnologia em iluminação, com a disseminação do LED, tem alterado também o consumo de lâmpadas de vapor metálico e de sódio, muito usadas em indústrias, comércio, iluminação pública e no setor produtivo como um todo. As vantagens do LED sobre essas tecnologias são inúmeras, confira a seguir alguns dos pontos destacados pelo Portal Energia em recente artigo sobre o tema.

1 – Sustentabilidade
Conhecidas como lâmpadas de alta pressão, as lâmpadas metálicas e de sódio funcionam mediante a descarga elétrica em um tubo de vidro contendo gases em seu interior, o que transforma a energia elétrica em luminosa. Estes gases contaminam o solo no descarte. Já o LED não entrou na Lei de Resíduos sólidos, pois não possui metais pesados em sua composição.

2 – Acendimento
As metálicas e de sódio necessitam de reatores para sua ignição e funcionamento, o que pode levar até 15 minutos para o reacendimento completo, após uma oscilação de energia, por exemplo. Já o LED é resistente a vibrações e não possui problemas de queima ou falha de filamentos, pois usa um chip para ser acionado.

3 – Aproveitamento luminoso
Ao contrário do LED, que usa luz direcional, a lâmpada metálica e de sódio desperdiça luz, isto porque irradia luz em 360º. Com isso ocorre uma invasão de luz em áreas que não precisam ser iluminadas, diminuindo a poluição luminosa.

4 – Noite estrelada
Como a luz do LED é direcionada para a pavimentação, é menor seu índice de ofuscamento. Graças a isso, é possível, por exemplo, enxergar-se as estrelas à noite. Há países, como os Estados Unidos, que levam esta questão ver as estrelas muito a sério.

5 – Menos pontos escuros
Como controla a luz por lente e não por espelho, o LED tem um controle óptico que garante à luz chegar ao lugar certo, fornecendo uma luz mais uniforme e com menos zebramento.

6 – Visão melhorada
O olho humano à noite percebe melhor os espectros de luz emitidos pela iluminação branca do LED, por isso existe a percepção de maior claridade sob luzes brancas.

7 – Manutenção do fluxo luminoso
A metálica, depois de 20% da sua vida útil consumida  perde 30% de luz, porque o químico se volatiza. Já o LED possui componentes que garantem o fluxo luminoso consistente em até 70% da vida útil.

8 – Manutenção
Lâmpadas de alta potência, como a metálica e o sódio, são utilizadas em locais com grandes alturas, o que necessita de um aparato mais complexo para fazer a substituição em caso de queima, com mão de obra e até andaimes. Com uma duração 4 vezes maior que a metálica, o LED diminui consideravelmente a necessidade de manutenção e, consequentemente, o custo envolvido no processo.

9 – Interatividade
Por ser uma luz eletrônica, o LED permite a inserção de gerenciamento e monitoramento remoto (dimerização, controle de fluxo de luz e de consumo).

10 – Calor
A metálica e o sódio emitem calor, o que torna o ambiente fechado extremamente desconfortável para os usuários. Imagine o conforto para os usuários de uma fábrica ou quadra esportiva com uma luz que não esquenta.

11 – Economia
O LED entrega a mesma quantidade de luz, ou até mais, consumindo até 75% menos energia que as lâmpadas de vapor metálico e de sódio, impactando diretamente na saúde financeira.